Notícias

JF5 obtém melhor desempenho no cumprimento das Metas 6 e 7 do CNJ

Julgamento de processos criminais também foi destaque

20/04/2018 - 20:07

A Justiça Federal na 5ª Região se destacou no cumprimento das Metas 6 e 7 de 2017, definidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), apresentando os melhores resultados entre os cinco Tribunais Regionais Federais. Os dados foram divulgados durante a reunião do Comitê de Gestão Estratégica Regional (CGER), realizada ontem (19), na sala do Conselho do TRF5. Entre estas, o melhor desempenho foi na Meta 6 (identificar e julgar, até 31/12/2017, 85% das ações coletivas distribuídas até 31/12/2013, no 1º e 2º graus), cujo grau de cumprimento da 5ª Região foi de 116,2%.

Já com relação aos processos criminais, Meta 7, a 5ª Região também obteve o melhor desempenho, ao baixar e julgar quantidade maior de processos criminais do que os casos novos criminais no ano de 2017, com percentuais de 108,8% (julgados) e 128% (baixados). O TRF5 também obteve destaque em relação à Meta 4, que diz respeito à identificação e julgamento, até 31/12/2017, de pelo menos 70% das ações de improbidade administrativa distribuídas até 31/12/14. Dos 477 processos distribuídos, apenas um não foi julgado, o que dá um percentual de cumprimento da meta na ordem de 99,79%.

Sobre as Metas Específicas para 2018, uma novidade é que a Justiça Federal passa a ter uma meta referente à sustentabilidade, na qual terá que cumprir 100% das metas do Plano de Logística Sustentável. Após a apresentação do relatório com o resultado das metas de 2017, foram apresentados o Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) do TRF5 para o triênio 2018-2020, com os 20 principais projetos.

Participaram do encontro: o presidente do Tribunal, desembargador federal Manoel Erhardt; os desembargadores
federais Paulo Cordeiro (corregedor), Edilson Nobre, Élio Wanderley e Leonardo Carvalho; a juíza federal auxiliar da Presidência, Joana Carolina; os diretores de Foro das Seções Judiciárias de Pernambuco e da Paraíba, respectivamente, juízes federais Frederico Azevedo e Bruno Teixeira de Paiva; o vice-diretor da Seção Judiciária
de Alagoas, juiz federal André Carvalho Monteiro; o diretor-geral do TRF5, Fábio Paiva; a diretora da Subsecretaria de Tecnologia da Informação (STI), Fernanda Montenegro; o diretor da Divisão de Gestão Estratégica e Estatística (DGEE), Luiz Targino; e supervisores da Presidência, Corregedoria, STI e da DGEE.

Por: Divisão de Comunicação Social do TRF5 - comunicacaosocial@trf5

Ícone: Enviar email Enviar por e-mail

Ícone: Imprimir Imprimir